Gerenciamento de Clientela





Quando abrimos as portas de nossos estabelecimentos veterinários no início de mais uma semana de trabalho, esperamos que seja uma semana produtiva, cheia de vendas e com muito “lucro” não é mesmo? Não é esse o desejo de todos nós?

Mas vamos imaginar:

De onde vêm as vendas? De onde virá o lucro? O que é ser produtivo?

Abrir as portas de seu estabelecimento veterinário não é apenas esperar que essas situações aconteçam, é entender que uma ação estratégica muito importante não pode ser deixada de lado caso você perceba a origem de tudo: o seu cliente!

Muito tem se falado sobre os consumidores de produtos e serviços para animais de estimação nos últimos anos.
Pesquisas sobre comportamento de consumo mostram que os clientes estão sim mais exigentes, cientes de seu poder de barganha e negociação, de certa forma desorientados com a oferta em excesso de marcas e produtos e separados em grupos de percepção de preço e valor.

Mas se esquecermos as tendências, as análises e  nos concentrarmos no dia a dia de nossas lojas e na relação que desejamos ter com nossos clientes, começamos a perceber que conhecer cada cliente é ponto fundamental para que tenhamos um diferencial perante à concorrência.


E então chegamos ao conceito de banco de dados, ou de informações ou carteira de clientes, os termos são os mais variados, mas de uma forma produtiva é importante que você entenda que essa ferramenta deve ser o pote de ouro de sua loja, pois é ali que você concentrará todas as informações sobre os seus clientes, o que eles consomem, como consomem, o quanto consomem, por que consomem, a origem de seus desejos de compra, e a origem de seus clientes.


E especificamente quando nos atemos à questão da origem de nossos clientes, podemos apresentar a vocês um outro conceito extremamente importante para que possamos seguir adianta nessa nossa estratégia mais agressiva de gerenciamento de nosso mercado.

O conceito do gerenciamento de área/território diz que você deverá ser capaz de analisar o seu banco de dados e responder questões importantes como:

- de onde vem meus clientes?

- em que bairros as minhas entregas são feitas com maior frequência?

- em que região da cidade eu tenho mais clientes de banho e tosa?

- onde tenho mais clientes de hospedagem?

- quais os bairros onde eu tenho mais clientes no serviço veterinário?

Pois de posse dessas respostas podemos começar a entender o seguinte diagrama:




De uma forma prática e resumida ao fazer do gerenciamento de clientela um exercício diário de sua administração você será capaz de aumentar o giro de produtos, perceber a percepção que o mercado consumidor tem de seu estabelecimento e de sua equipe, além de ainda poder escolher com segurança e planejamento as melhores ferramentas de promoção e divulgação ( veículos como jornais, sites, revistas de bairro) evitando o desperdício de recursos e focando efetivamente em seu real campo de ação.

O gerenciamento de clientela ainda te dá a oportunidade de estabelecer estratégias de promoções de venda, definir novos produtos que possam ser interessantes aos seus clientes, definir a introdução de serviços que sejam desejados e/ou esperados por seus clientes e que você tenha tido a chance de tomar conhecimento através de pesquisas e questionários feitos com regularidade, ou seja, ao gerenciarmos nossa clientela, assumimos pro ativamente o controle estratégico de nossos estabelecimentos pois estaremos focados nas necessidades daquele que é a razão de nosso dia a dia profissional.



Pense nisso!

Comentários

Unknown disse…
Admiro tudo o que vc faz, pelo seu talento, inteligência e sobretudo o amor pelo seu trabalho!!! Parabéns Dr.e amigo Sergio!!

Postagens mais visitadas